21º Assembleia Anual da ABENB

21º Assembleia Anual da ABENB

Orador Oficial da 21º Assembleia anual da ABENB Pr. Messias Santos Silva

Orador Oficial da 21º Assembleia anual da ABENB Pr. Messias Santos Silva
Pr. Messias Santos Silva

Diretoria da ABENB 2013/2014 e seus departamentos

Diretoria da ABENB  2013/2014 e seus departamentos
Diretoria da ABENB

sexta-feira, 5 de julho de 2013

ACONTECEU

 
ACONTECEU NOS DIAS 29 A 31 DE ABRIL  EM CIPÓ - BA,  A CONJUBEM - CONGRESSO DA JUVENTUDE BATISTA DO



 EXTREMO NORTE DA BAHIA.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cerimônia de consagração

O Bacharel Paulo Macedo foi consagrado e empossado no dia 08/11/2012 na Primeira igreja Batista em Pombal



Momento da Oração Consagratória 


Presidente do Consílio, Pr. Carlos César Januário 

 Oração de posse de Pr. Paulo Macedo




quinta-feira, 8 de março de 2012

Momentos do Congresso da União de Homens Batista Na PIB em Antas  em 2011   Presidente:Faustino             

          A MISSÃO DO CRISTÃO    (1)
                                              COMPROMISSO COM A EVANGELIZAÇÃO

Porque Evangelizar?
Evangelizar não é uma opção da igreja de Cristo: É uma das razoes da existência da igreja, ou seja, ela esta no mundo para evangelizar.

A ordem de proclamar o evangelho a toda criatura partiu de quem? Do próprio mestre. (Mc. 16:15 o que diz? “ E disse Jesus: Ide por todo mundo, e pregai o evangelho a toda criatura”.

Uma igreja que não evangeliza, no mínimo, esta negligenciando um dos pontos da sua missão.
Porque um dos pontos da igreja de Cristo na Terra é Evangelizar.

O que é Evangelizar?
Evangelizar é  anunciar, falar, as boas novas. Foi justamente isso que Jesus fez quando aqui esteve.
Trouxe Boas novas, boas notícias aos oprimidos pelo mundo.. (Lc. 4:18) “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar aos pobres. Enviou-me para apregoar liberdade aos cativos, dar vista aos cegos, e por em liberdade o oprimidos, e anunciar o ano aceitável do Senhor”.

E qual era a mensagem de Cristo? A sua mensagem implicava em libertação total do homem.
Ou seja, rompimento total, radical com o pecado em todas as suas manifestações.

Quando se aceita essa boa nova, os homens e mulheres, não só será salvo do pecado, mas se torna parceiro de Deus na obra da salvação desse mundo. (Mat.) Disse-lhe Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.

A forma como Jesus evangelizava deve ser inspiração para nos.
Jesus se incluía nas comunidades; fez-se, excluído com os que estavam excluídos; falava de maneira que estes entendesse mensagem da salvação.

Veja um dos relacionamentos de Jesus com a comunidade: ( João. 11: 35-33).
Portanto, se quisermos uma evangelização eficaz de nossas comunidades, de nosso povo é preciso seguir o exemplo do nosso Mestre que entrou na vida da comunidade de sua época.
Lc. 5:30  Ler) Diz que: Ate comia com eles publicano e pecadores.

Quem era os publicanos e pecadores? Eles eram vitimas de um sistema opressor, eram pessoas humildes que não tinha perspectiva de vida no mundo. Hoje não é diferente!

Não só falar mas fazer. (Agir)
Quando pensamos em evangelizar, logo lembramos da frase que todos crentes  conhecem: qual é a frase? Precisamos falar de Jesus”.

Sim, É verdade;  precisamos falar, mas não é só isso. O que vamos falar? Que Jesus é o filho de Deus é o Salvador?! Claro mas fazer algo mais, só que este algo mais vai depender de como estamos vendo a nossa comunidade, nossa cidade ou o nosso bairro.

Uma evangelização eficaz é aquela que atinge as pessoas de forma integral, ou seja, proporcionando salvação dos pecadose que transforme em seres humanos melhores, cidadãos compromissados com a justiça, e compromissadas com o reino de Deus, pessoas com espírito e perspectivas renovadas.

Se apenas falarmos pra elas que Jesus salva só estamos repetindo o que talvez elas já estejam ouvindo pelo radio, pela TV etc.
Precisamos alem de falar de Jesus, realizem as mesmas obras de justiça que Jesus realizou (Tg. 2:17) Assim também a fé, se não tiver  obras é morta em si mesma.  Pr. Nelson Martins

PRÓXIMO ESTUDO: COMPROMISSO COM O ESTUDO BÍBLICO
A responsabilidade do Cristão no estudo e ensino da palavra de Deus. 




 Irmão Estefan

quarta-feira, 7 de março de 2012


                                        Pr. Osvaldo e Família sendo empossado em Stª Brigida

domingo, 4 de março de 2012

sábado, 3 de março de 2012

ASSEMBLEIA



O QUE VAI ACONTECER?

 

       Nos dias 26 e 27 de Outubro acontecerá a  Asembleia anual da ABENB.

LOCAL: Paripiranga BA.

ORADOR: ADELSON A. BRANDÃO
PARTICIPACÃO: ARMANDO FILHO





sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

CALENDÁRIO DA CONVENÇÃO BATISTA BAIANA - 2012

JANEIRO
2 a 7 Retiro da Ordem dos Pastores e Família - OPBBa. –
Centre - Barra do Pojuca
20 a 24 92a Assembléia Anual da CBB - Foz do Iguaçu – SC
FEVEREIRO
17 a 21 ACAMP'BAB - 70° Acampamento Geral dos
Batistas Baianos - Jaguaquara
MARÇO
04 Dia da Esposa do Pastor
20 a 23 Reunião do Conselho de Planejamento e
Coordenação da CBB - RJ
27 Reunião da diretoria da CBBa.
ABRIL
16 Reunião do Colegiado de Líderes da CBBa.
17 e 18 Reunião do Conselho de Coordenação da CBSa.
MAIO
04 a 06 2° Congresso Estadual de Ação Social
06 Dia Batista de Ação Social
21 a 25 Conferências Missionárias
JUNHO
10 Dia do Pastor
23 Dia de Educação Feminina - UFMBB
26 a 30 89a Assembléia Anual da Convenção Batista Baiana –
Feira de Santana
30 Assembléia Anual dos Órgãos da CSBa. –
em Feira de Santana
JULHO
24 Reunião da diretoria da CBBa.
AGOSTO
07 a 09 Reunião do Conselho de Planejamento e
Coordenação da CBB - RJ
17 a 19 Acampamento de Vocacionados
SETEMBRO
17 Reunião do Colegiado de Líderes da CBBa.
18 e 19 Reunião do Conselho de Coordenação da CBBa.
OUTUBRO
11 a 14 Conferências evangelísticas simultâneas
20 CELEBRAÇÃO DOS 130 ANOS DOS BATISTAS BAIANOS
NOVEMBRO
06 a 08 Reunião do Conselho de Planejamento e
Coordenação da CSB - RJ
20 Reunião do diretoria da CSBa.
DEZEMBRO
09 Dia da Bíblia
25 Natal




                                        
CALENDÁRIO DE ATIVIDADES
DA EXTREMO NORTE DA BAHIA 


TEMA
"A Unidade no serviço".                                                            
DIVISA
“ Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade, cada um considere os                                                                                                                                        outros superior a si mesmo”. (Fl. 2:3)
HINO  
462 CC


04 DE FEVEREIRO 2012
REUNIÃO DO CONSELHO C. BATISTA RESTAURAÇÃO –CÍCERO DANTAS BA.


03 DE MARÇO 2012
ENCONTRO DE PROMOTORES C. BATISTA EM CORONEL JOÃO SÉ-BA.


06, 07, 08 DE ABRIL DE 2012
CONGRESSO DA CONJUBEN IGREJA BATISTA EM FÁTIMA


19 DE MAIO 2012
ENCONTRO DE PROMOTORES CONGREGAÇÃO BATISTA EM NOVA SOURE-BA


26 A 30 DE JUNHO DE 2012
89ª ASSEMBLÉIA ANUAL DA CBBA FEIRA DE SANTANA-BA.


27, 28, 29 DE JULHO 201
CONGRESSO 2 EM 1 UNIÃO MASCULINA E UNIÃO FEMININA PAULO AFONSO – BA.


18 DE AGOSTO DE 2012
REUNIÃO DO CONSELHO CONGREGAÇÃO BATISTA EM V ANZAÉ- BA.


01 DE SETEMBRO DE 2012
REUNIÃO DO CONSELHO E INSPIRATIVA CONGREGAÇÃO BATISTA EM SANTA BRÍGIDA


20 A 21 de OUTUBRO DE 2012
ASSEMBLÉIA ANUAL DA ABENB C. BATISTA EM PARIPIRANGA– BA.


DIA 20 CELEBRAÇÃO DOS 130 ANOS DOS BATISTAS BAIANOS


02 DE NOVEMBRO DE 2012
EMPACTO EVANGELÍSTICO C. BATISTA EM PEDRO ALEXANDRE




segunda-feira, 2 de março de 2009

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DA ABENB PARA 2012


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES PARA 2012
TEMA HINO DIVISA
“A Unidade no Serviço”. 462 CC “ Nada façais por contenda ou por vanglória, mas
por humildade, cada um considere os outros superior a si mesmo”. (Fl. 2:3)
04 DE FEVEREIRO 2012
REUNIÃO DO CONSELHO C. BATISTA RESTAURAÇÃO –CÍCERO DANTAS BA.
03 DE MARÇO 2012
ENCONTRO DE PROMOTORES C. BATISTA EM CORONEL JOÃO SÉ-BA.
06, 07, 08 DE ABRIL DE 2012
CONGRESSO DA CONJUBEN IGREJA BATISTA EM FÁTIMA
19 DE MAIO 2012
ENCONTRO DE PROMOTORES CONGREGAÇÃO BATISTA EM NOVA SOURE-BA
26 A 30 DE JUNHO DE 2012
89ª ASSEMBLÉIA ANUAL DA CBBA FEIRA DE SANTANA-BA.
27, 28, 29 DE JULHO 2012
CONGRESSO 2 EM 1
UNIÃO MASCULINA E UNIÃO FEMENINA PAULO AFONSO – BA.
18 DE AGOSTO DE 2012
REUNIÃO DO CONSELHO CONGREGAÇÃO BATISTA EM V ANZAÉ- BA.
01 DE SETEMBRO DE 2012
REUNIÃO DO CONSELHO E INSPIRATIVA CONGREGAÇÃO BATISTA EM SANTA BRÍGIDA
20 A 21 de OUTUBRO DE 2012
ASSEMBLÉIA ANUAL DA ABENB C. BATISTA EM PARIPIRANGA– BA.
DIA 20 CELEBRAÇÃO DOS 130 ANOS DOS BATISTAS BAIANOS
02 DE NOVEMBRO DE 2012
EMPACTO EVANGELÍSTICO C. BATISTA EM PEDRO ALEXANDRE

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

RETIRO DOS PASTORES

O pr. Josué Salgado, Presidente da Convenção Batista Brasileira e Pr. da Igreja Batista Memorial de Brasília (DF) foi o orador oficial do 43° Retiro de Pastores e Famí­lias, realizado de 2 a 6 de fevereiro no Centro de Treina­mento Batista Ovídio Aranha, o Centre, em Barra de Pojuca (Camaçari). O Retiro foi promovido pela Ordem dos Pas­tores Batistas do Brasil ­Seção Bahia, tendo como presidente o Pr. Edson Silveira, da PIB São Marcos (SSA).


Momento da Assembleia da OPBBª. Barra de Pujuca Ba.






Palavra do Secretário da Junta de Missões Nacionais



















terça-feira, 25 de novembro de 2008

Projero Nordeste conecção África. - Jovens da Igreja Batista de Vilas

Foi realizado nos dias 11 a 23 de Janeiro o Impacto Evangelistico Nordeste Conecção Africa nas cidades de Antas, Coronel João Sá e Santa Brigida, promovido pelos jovens da IGREJA BATISTA DE VILAS DO ATLANTICO, na direção do evento o Pr. Carlos.... foi uma bênção. Veja algumas fotos abaixo.
























.

sábado, 22 de novembro de 2008

PACTO DAS IGREJAS BATISTAS




Tendo sido levados pelo Espírito Santo a aceitar a Je­sus Cristo como único e suficiente Salvador, e bati­zados, sob profissão de fé, em nome do Pai, do Fi­lho e do Espírito Santo, decidimo-nos, unânimes, como um corpo em Cristo, firmar, solene e alegremente, na presença de Deus e desta congregação, o seguinte Pacto:
Comprometemo-nos a, auxiliados pelo Espírito Santo, andar sempre unidos no amor cristão; trabalhar para que esta igreja cresça no conhecimento da Palavra, na santida­de, no conforto mútuo e na espiritualidade; manter os seus cultos, suas doutrinas, suas ordenanças e sua disciplina; contribuir liberalmente para o sustento do ministério, pa­ra as despesas da igreja, para o auxílio dos pobres e para a propaganda do evangelho em todas as nações.
Comprometemo-nos, também, a manter uma devoção par­ticular; a evitar e condenar todos os vícios; a educar religiosa­mente nossos filhos; a procurar a salvação de todo o mundo, a começar dos nossos parentes, amigos e conhecidos; a ser cor­retos em nossas transações, fiéis em nossos compromissos, exemplares em nossa conduta e ser diligentes nos trabalhos seculares; evitar a detração, a difamação e a ira, sempre e em tudo visando à expansão do reino do nosso Salvador.
Além disso, comprometemo-nos a ter cuidado uns dos outros; a lembrarmo-nos uns dos outros nas orações; aju­dar mutuamente nas enfermidades e necessidades; culti­var relações francas e a delicadeza no trato; estar prontos a perdoar as ofensas, buscando, quando possível, a paz com todos os homens.
Finalmente, nos comprometemos a, quando sairmos des­ta localidade para outra, nos unirmos a uma outra igreja da mesma fé e ordem, em que possamos observar os prin­cípios da Palavra de Deus e o espírito deste Pacto.
O Senhor nos abençoe e nos proteja para que sejamos fiéis e sinceros até a morte.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MAPA DA ASSOCIAÇÃO BATISTA DO EXTREMO NORTE DA BAHIA

  1. ABARÉ °
  2. RODELAS
  3. CHORROCHÓ
  4. GLÓRIA
  5. PAULO AFONSO
  6. SANTA BRÍGIDA
  7. JEREMOABO
  8. PEDRO ALEXANDRE
  9. NOVO TRIUNFO
  10. ANTAS
  11. SÍTIO DO QUINTO º
  12. CORONEL JOÃO SÁ
  13. CÍCERO DANTAS
  14. BANZAÉ
  15. ADUSTINA
  16. FÁTIMA
  17. PARIPIRANGA
  18. HELIÓPOLIS
  19. RIBEIRA DO POMBAL
  20. RIBEIRA DO AMPARO
  21. CIPÓ
  22. NOVA SOURE
° SEM TRABALHO BATISTA

O Holocausto do século 16




O Holocausto do século 16


Um dos maiores massacres da História, A Noite de São Bartolomeu vitimou 100 mil protestantes e teve reflexos sobre a evangelização do Brasil
__________________________


Com o advento do Cristianismo, o mundo - mais precisamente, o velho continente europeu - passou por muitas crises de ordem política e social, mas nada se compara ao conflito protagonizado por católicos e protestantes na França, no século 16, em decorrência de divergências entre a nobreza, o clero e a burguesia, agra­vadas pelo crescimento das correntes protestantes. Seguidores remanescentes de Martinho Lutero (1483-1546), que para contestar os abusos eclesiásticos' fixou suas idéias de renovação na porta de uma igreja na Alemanha, iniciando assim a Reforma protestante; e de João Calvino (1509-1564), que fundou a Igreja Reformada e inseriu uma nova maneira de pensar a relação de Deus com a humanidade, foram os persona­gens de uma revolução religiosa que abalou as estruturas da Igreja Católica. Apesar de divergir do luteranismo em alguns aspectos, o calvinismo teve grande influência para o fortalecimento do pensamento reformista.
Antes da Reforma protestante, o catolicismo - imposto pela força coer­citiva - era a religião oficial da Europa. E como autoridade máxima da Igreja Católica, as decisões do papa tinham tanto valor quanto as Escrituras Sagra­das. Contudo, uma série de práticas que não condiziam com a atitude dos cha­mados "representantes de Deus", como a riqueza material do alto clero, o uso indevido do dinheiro das ofertas e a prá­tica da simonia - comércio de materiais sagrados e venda de cargos eclesiásti­cos '- estava levando o povo à miséria e revoltando as camadas mais baixas da população. Esse descontentamento foi um dos motivos do surgimento de pensamentos reformistas baseados, principalmente, na doutrina de salvação somente pela fé e não pelas práticas cristãs. Por sua vez, o catolicismo en­sinava que para alcançar a salvação era necessária a fé e a realização de boas obras estabelecidas pela igreja. Além do mais, os reformistas também julga­vam inúteis o trabalho exercido pelos mediadores entre Deus e os fiéis.
Enock da Silva Pessoa, professor do departamento de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Acre, destaca a importância da ação promovida pelos reformistas: '11m grande número de intelectuais defende a Reforma protestante do século 16 como um marco histórico relevante na luta pelas liberdades democráticas, individuais e coletivas, e o luteranismo alcançou os objetivos de libertação social, política e religiosa, diminuindo a dominação política da Igreja sobre o Estado", aponta.
Abusos - Os abusos do clero descon­tentavam também o rei da Inglaterra, Henrique VIII, que rompeu definitiva­mente as relações com o papa Clemente VII e promoveu a Reforma protestante em seu país. Assim, surgiu a Igreja An­glicana, da qual o monarca tomou-se chefe supremo, exigindo obediência dos súditos sob a pena de morte. Ainda, em solo inglês, fincaram-se os alicerces da Igreja Presbiteriana, também em de­corrência de questões político-sociais.
Diante desse quadro, a Igreja Católica viu-se obrigada a tomar providências para manter a ordem e restabelecer seu poder nos principais centros europeus. Se a Reforma teve maior adesão em países com a Alemanha e a Inglaterra, na França - onde o absolutismo era mais radical - a entrada dos reformistas não foi nem um pouco pacífica, o que agravou ainda mais a crise entre as oposições religiosas. Em decorrência desse conflito, surgiram dois partidos políticos, cada um com interesses próprios: do lado dos católicos, o Papista; e, em favor dos protestantes, o Huguenote, expressão depreciativa atribuída pelos católicos franceses. Seguidores de João Calvino - um segmento formado por artesãos, comerciantes e nobres -, eles viviam no oeste e sudoeste francês sob constante ameaça, empenhados em disputas religiosas que se alastraram por várias cidades e culminou na madrugada de 24 de agosto de 1572, quando milhares de calvinistas foram massacrados, num dos episódios mais sangrentos que a História registra. Pegos de surpresa com ataques planejados pela família real e mediante o beneplácito da Igreja Católica, os huguenotes nada puderam fazer além de sucumbir sob as lanças e espadas do exército francês.
Do alto das torres sinos repicavam, nas ruas formavam-se procissões ale­gradas por cânticos de louvor em agradecimento a Deus pelos exterminio dos "hereges" e pela liquidação dos "mal­ditos". Em Roma, os SIDOS também soaram, denotando o contentamento do papa pela vitória dos católicos e da Coroa francesa sobre a corrente protestante, vista como uma peste que colocava em risco a liderança exercida pelo conclave. Até uma moeda come­morativa foi cunhada, além do pontífice encarregar o artista Giorgio Vasari da pintura de um mural celebrando o ocor­rido. Por ter oconi.do em 24 de agosto, dia dedicado ao santo católico Bartolo­meu, o episódio ficou conhecido como Noite de São Bartolomeu.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

DIRETORIA PARA O EXERCICÍO DE 2011 a 2012

- Presidente: Pr. Fernando César do O´ Agra. (PIB em Paulo Afonso)

- 1° Vice Presidente: Pr. José Ailson Dias dos Santos. (Congregação Batista em Macururé)

- 2° Vice Presidente: Pr. Eliniel Moreira de Pinho (Congregação Restauração em Cícero Dantas)

- 1° Secretário: Maria Alaine de Macedo Dias. . (Congregação Batista em Macururé

- 2° Secretário: Edina Carlos Silva. (Congregação Batista em Ribeira do Amparo)